Publicidade

Goiás impulsiona exportações com aumento de US$ 1,3 bilhão em abril

Vendas foram puxadas pelo agronegócio. Principais destinos e Setores Contribuem para o Fortalecimento do Comércio Exterior Goiano. Rio Verde, Jataí, Pires do Rio, Mozarlândia e Alto Horizonte sobressaíram-se como os principais exportadores, contribuindo com cerca de US$ 776 milhões em vendas

04/06/2024 às 05h04
Por: SITE
Compartilhe:
Goiás impulsionou as exportações brasileiras com aumento de US$ 1,3 bilhão em abril — Foto: Reprodução.
Goiás impulsionou as exportações brasileiras com aumento de US$ 1,3 bilhão em abril — Foto: Reprodução.

REDAÇÃO

No mês de abril, Goiás alcançou um expressivo aumento nas exportações, atingindo a marca de US$ 1,315 bilhão em produtos comercializados para o exterior, conforme dados divulgados pela Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Serviços (SIC) nesta terça-feira (14). Essas informações, baseadas em estatísticas do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), foram anunciadas pela Superintendência de Comércio Exterior e Atração de Investimentos Internacionais.

Os municípios de Rio Verde, Jataí, Pires do Rio, Mozarlândia e Alto Horizonte sobressaíram-se como os principais exportadores, contribuindo com cerca de US$ 776 milhões em vendas. Os produtos que lideraram essas exportações foram soja e seus derivados, carnes, algodão e minério de cobre.

Com esses resultados, Goiás manteve sua posição de destaque, ocupando o 8º lugar no ranking dos estados brasileiros com o maior volume de exportações em abril, posição essa também mantida no acumulado de janeiro a abril de 2024.

Os principais países compradores dos produtos goianos foram a China, Espanha, Indonésia, Países Baixos (Holanda), Vietnã, Finlândia, Tailândia, Itália, Estados Unidos e Emirados Árabes.

Em relação à balança comercial, o superávit de Goiás em abril foi de US$ 855 milhões, representando um aumento significativo de US$ 317 milhões em comparação com março. No acumulado de janeiro a abril, o saldo positivo totalizou US$ 2 bilhões. Enquanto as importações em abril alcançaram US$ 459 milhões, totalizando US$ 1,828 bilhão no acumulado do ano.

A balança comercial brasileira também apresentou um saldo positivo em abril, registrando um superávit de US$ 9 bilhões, com exportações totalizando US$ 30,9 bilhões e importações atingindo US$ 21,8 bilhões.

Agronegócio bate recorde

Com valor recorde, as vendas externas brasileiras de produtos do agronegócio foram de US$ 15,24 bilhões em abril de 2024, um valor 3,9% superior na comparação com os US$ 14,67 bilhões exportados no mesmo mês de 2023. Esse resultado correspondeu a 49,3% das exportações totais do Brasil.

O saldo de abril foi fortemente influenciado pela elevação do volume embarcado, que subiu 17,1%. Em relação aos preços médios dos produtos da agropecuária, houve queda de 11,3%, impossibilitando o registro de um valor ainda mais expressivo nas exportações.

As exportações brasileiras de grãos atingiram um volume próximo de 18,5 milhões de toneladas em abril de 2024, número que corresponde a uma expansão de 6,7% na comparação com os 17,3 milhões de toneladas exportadas no mesmo mês de abril de 2023.

Segundo os dados da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais, açúcar de cana, carne bovina in natura, café, algodão não cardado nem penteado e celulose são os produtos que mais contribuíram para o crescimento das exportações no mês.

Destaque por ter o maior valor exportado dentre todos os produtos do agronegócio brasileiro, a soja em grãos respondeu pela maior parte das exportações do setor. O volume exportado atingiu 14,70 milhões de toneladas, com elevação de 362,4 mil toneladas na comparação com a quantidade embarcada em abril de 2023.

Já as vendas externas de carnes brasileiras atingiram US$ 2,21 bilhões em abril de 2024, com crescimento de 27,5% frente às exportações de abril de 2023.

Outro destaque foi o complexo sucroalcooleiro, que continua registrando recordes de exportação. Em nenhum mês de abril da série histórica as exportações do setor tinham

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários