Publicidade

Caiado destaca importância da ciência durante abertura da Conferência Nacional sobre Defesa Agropecuária

Governo de Goiás é parceiro do evento, que segue até 6 de junho no Centro de Convenções, em Goiânia. Ações e projetos estaduais serão apresentados a mais de 1,2 mil profissionais e produtores rurais

05/06/2024 às 04h53
Por: SITE
Compartilhe:
 O governador Ronaldo Caiado destacou a importância da ciência durante abertura da Conferência Nacional sobre Defesa Agropecuária - Fotos Divulgação Agrodefesa / Rômullo Carvalho
O governador Ronaldo Caiado destacou a importância da ciência durante abertura da Conferência Nacional sobre Defesa Agropecuária - Fotos Divulgação Agrodefesa / Rômullo Carvalho

REDAÇÃO

Pela primeira vez em oito edições, um estado da região Centro-Oeste sedia a Conferência Nacional sobre Defesa Agropecuária. O Centro de Convenções de Goiânia é o palco do evento, que conta com apoio do Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa). Durante a abertura, nesta terça-feira (04/06), o governador Ronaldo Caiado ressaltou a contribuição do encontro para ampliar o conhecimento sobre segurança na produção de alimentos.

“Temos que respeitar a natureza e fazer a evolução da produtividade com controle e pesquisa. Acredito na ciência”, frisou.

Caiado citou o rápido avanço alcançado pelo setor agropecuário brasileiro, destacando a importância do controle sanitário para este processo.

“Temos, hoje, potencial de alimentar não só nossa população, mas cerca de 1 bilhão de pessoas [de outros países]”, comentou. O governador também ressaltou que, antes da punição com multas ou sanções, a conscientização deve passar pelo conhecimento. “E a nossa Agrodefesa trabalha cada vez mais no sentido de educar e de fiscalizar, orientando as pessoas”, relatou.

 expectativa da organização do evento, que tem como tema a conectividade na agropecuária, é que mais de 1,2 mil pessoas de todo o país — entre técnicos, engenheiros, fiscais, professores, estudantes e produtores rurais — passem pelo Centro de Convenções até quinta-feira (06/06). Mais de 80 palestrantes abordarão temas como agrotóxicos, bioinsumos, educação sanitária, inovação, inspeção animal e vegetal, insumos veterinários, inteligência artificial, melhoramento genético, mercado internacional, segurança alimentar do planeta, sustentabilidade animal, além do mercado para mulheres no agro.

Anfitriã da Conferência, a Agrodefesa conta com estande onde o público pode conhecer as ações, programas, projetos e atividades desenvolvidas pelo Governo de Goiás na área de sanidade animal e vegetal. As equipes também apresentam a experiência goiana no uso de plataformas digitais para o controle de defesa agropecuária, adequação a metodologias, legislação ambiental e atuação no combate de ilícitos.

“Durante estes três dias Goiás está no centro nacional do debate sobre sanidade agrícola e pecuária”, disse o presidente da Agrodefesa, José Ricardo Caixeta. “Discutir os desafios e propostas para sanidade animal e vegetal, bem como para a produção de agroindústrias, é de interesse de toda a sociedade, porque é aquilo que chega na nossa mesa, o que consumimos todos os dias”, completou.

Ao citar a importância da Conferência, o presidente da Sociedade Brasileira de Defesa Agropecuária (SBDA), Paulo Emílio, definiu a defesa agropecuária como uma “política pública de soberania nacional”. Ele citou o protagonismo do segmento para erradicação de doenças, o que reflete em benefícios para a população. “Goiás é livre da febre aftosa”, exemplificou ao lembrar de todo o trabalho por trás deste marco.

A presidente da Comissão Organizadora da Conferência, a gerente de sanidade vegetal da Agrodefesa, Daniela Rézio, enalteceu a presença do setor produtivo que, pela primeira vez na história do evento foi convidado a participar das discussões que serão travadas sobre o desenvolvimento das questões sanitárias do setor, nos próximos três dias.

“A presença do setor produtivo em uma conferência de defesa agropecuária foi um pedido da Agrodefesa na última edição. E nesta, estamos vendo várias lideranças que se fazem presente para engrandecer os debates e discussões sobre o setor”, alegou Daniela Rézio.

Parcerias

Realizada a cada dois anos pela SBDA, a Conferência Nacional sobre Defesa Agropecuária conta, em 2024, com apoio de representantes do setor agropecuário como a Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), a Superintendência Federal de Agricultura em Goiás (SFA-GO) do Ministério de Agricultura e Pecuária do governo federal (Mapa), o Sistema OCB Goiás, o Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-GO), o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea Goiás) e a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários